4 Comentários

  1. Avatar
    Elton Peixoto 20 de setembro de 2015 at 13:37 |

    Parabéns pelo artigo !

    Resposta
  2. Avatar
    Rodrigo 21 de setembro de 2015 at 13:01 |

    Genial essa técnica.
    Além do tamanho do arquivo, que caso seja um .txt ou .doc será um tamanho pequeno depois de comprimido, existe alguma forma de detectar essa técnica sendo utilizada para o caso de uma analise forense?

    Obrigado.

    Resposta
  3. Avatar
    PEDRO 26 de setembro de 2015 at 22:31 |

    Tem como remover depois esse binário pelo próprio prompt de comado ou algum software para retira-lo? sem ter o winrar ou derivados?

    Resposta

Deixe um comentário